domingo, 26 de junho de 2011

HÃ?

Textos longos quem lê?

Desenhos animados dos anos 90 quem vê?

Tarefa de casa quem faz?

Perguntas iguais quem indaga?

Vida boêmia quem não tem?

GUERRA!

Declare guerra a quem finge te amar. 

Declare guerra!

A vida anda ruim na aldeia.

Chega de passar

A mão na cabeça de quem te sacaneia.



Se a minha estrela não brilhar 






eu vou lá e 






passo lustra-moveis nela.










DEVOLUÇÕES

Pedi pra vida devolver minhas fantasias 




e ela me trouxe 





uma de palhaça!




CAOS PERFEITO DE DOMINGO

Por favor, me ajudem: meu despertador tenta 
num bullying constante me acordar antes das 
10h em pleno domingo convidativo de um sono bom.
As dores na lombar remetem a minha cronológica idade 
que duvidada é por todos que me lêem a alma.

Chega um ponto que a única esperança da gente é 
tomar um achocolatado forte com uma companhia 
de bom humor e ler um jornal do dia anterior.

terça-feira, 21 de junho de 2011

LEMBRETINHO

 É difícil aprisionar os que tem asas.



A MINHA MAIS PURA VERDADE

‎A verdade é que sou 




INTENSA demais 





e não há quem dê jeito nisso!



VOCÊ SABE PERDOAR?

Se você sabe perdoar mas não consegue 


esquecer, 



é sinal de que não compreendeu a 


oportunidade de crescer com a situação.


Procure perdoar e esquecer as mágoas e 


ofensas... As intrigas e as mentiras. 


Mantenha-se assim, até que nenhuma calúnia 


o possa atingir. 


Perdoe e siga seu caminho. 


Quando o mentiroso fofoqueiro abrir os olhos, 



você estará tão distante dele, 


que não poderá mais ouvir a voz dele cheia 


de veneno.

INVERNO

No frio do inverno, 




aprendi que dentro de mim existe 




um insuperável verão.




O inverno chegou!




'Bora se divertir!!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

CABEÇA DE PUDIM NO EPISÓDIO 'ASAS'

Sabe aquelas pessoas que mesmo longe têm 
o poder e a simplicidade de elevar sua alma?
Então, eu tenho uma anjinha assim.

Só espero que ela não quebre as asas!

[essa é para você, 
cabeça de pudim.
eu te amo!]

terça-feira, 14 de junho de 2011

Não, Eu Não Compartilharei.

‎Não fale, não conte detalhes, 


não satisfaça a curiosidade alheia. 


A imaginação dos outros já é difamatória que 


chegue.




PRATIQUE O DESAPEGO

Insistir naquilo que já não existe, é como calçar um sapato que não te cabe mais! 
Machuca, causa bolhas, chega a carne viva e sangra. 
Então melhor é ficar descalça. 
Deixar livre o coração, enquanto vive… 
Deixar livre os pés, enquanto cresce… 
Porque quando a gente cresce o número 
(do sapato) muda!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

OPÇÕES

‎"Entre o sim e o não, 










faça como eu:







opte pelo






'Tô cagando e andando'!"







terça-feira, 7 de junho de 2011

‎Cuide, 


cultive, 


queira o bem. 


O resto vem!

O Novo de Novo

Quando a gente está longe percebe 

que num piscar de olhos 

tudo pode estar mais perto...

Mais perto do silêncio

e mais perto da fala.

Importa se eu não compartilho o que faz 

feliz minha alma?

Importa estar contente em minha dissonante calma.

Quem não cospe o que lhe pesa 

não se permite prosseguir leve e belo 

por entre as ruas-rostos diferentes.

Que bons ventos desarrumem 

meus pensamentos jamais organizados.

Viver é não estar no controle diariamente!

domingo, 5 de junho de 2011

PERTO DE VOCÊ (para quem fica e para quem vai)

Quando começar o frio, dentro de nós
tudo em volta parece tão quieto
tudo em volta não parece perto
toda volta parece o mais certo
certo é estar perto sem estar
perto de você, 
sou tão perto de você, 
sou tão perto de você

Quando o tempo não passar, dentro de nós
cada hora é como uma semana
cada novo alô é mais bacana
cada carta que eu nunca recebo
é sempre um motivo pra lembrar
sou tão perto de você .

Quando alguém se machuca, dentro de nós
toda culpa parece resposta
nossa busca não parece nossa
nosso dia já não tem mais festa
não tem pressa nem onde chegar
sou tão perto de você 

Quando a paz se anunciar, dentro de nós
é porque aquilo que nos cega, mostra um outro lado da moeda
que não apaga as coisas do meu peito
o preço é me fazer acreditar
sou tão perto de você 


Vida amarga, 
como é doce a dor da palavra dita de tão longe, 
dita de tão longe, dita de tão longe

quando a música acabar, dentro de nós...

sábado, 4 de junho de 2011

O Azar e Sorte são Meus

Eu sei amar.
E não sei fugir. 
Por isso, não tente me parar. 
Não me peça para não ir. 
Não me diga pra tomar cuidado, 
eu não sei amar mais ou menos. 
Quando eu decido, eu vou. 
Me entrego, me arrisco, 
me corto, me estrepo, 
azar meu, 
sorte minha que nasci assim: 
vim ao mundo para sentir.

E Então..

Você se importa? 




Demonstre. 




Ainda não aprendi 




a ler pensamentos.

Você me Tem?

Quem pensa que me tem 

Tem me um pouco além 

e

Aquém de tudo que sou 

dessa porra toda 

de personalidade.

Amém!

Reinventando o Velho

Velarei seu sono a distância

E perto da sua respiração.

No seu encanto reclinarei minha voz e não direi palavras de um sono bom.

Direi: - 'Sua é minha a nossa insensatez'...'Beba-me de uma doce vez'.

Quanto silêncio necessitaremos para absorver a cor do nosso gozo?

Para Quem Eu Escrevo?

Eu creio que quando verbalizo as palavras elas saltam da minha garganta querendo ganhar o espaço devido do confronto.

Absorva neste segundo minha mais pura besteira lógica: 
a de ter a não-certeza que escrevo para você.

E não se acanhe em tomar sua minhas palavras.

O que escrevo aqui já foi cuspido por alguém.

Apenas inverto a sonoridade das frases.

Original é saber desenhar molduras novas em palavras-textos já escarradas.

ARES NOVOS

Ares novos 

não podem 

ser respirados

por 

narizes velhos.
Quando você é criança você é tão ingênuo ao 


ponto de achar que ser adulto é uma coisa 


legal!





Qualquer coisa? Ah tá, meu bem!!

Não aceito e nem quero mais "qualquer coisa" 



em minha vida, 



o que vem de qualquer jeito, 



de qualquer maneira 



também vai embora de qualquer jeito!

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Preocupada? Eu?

A maturidade 

e o 

autoconhecimento 

me permitem

tantas coisas... 



Inclusive fazer 


o que me faz bem 

sem me preocupar 

com as opiniões alheias. 

quarta-feira, 1 de junho de 2011

AMOR INCONDICIONAL

‎Essa coisa bonita de dar sem receber funciona 


muito bem em rezas, 


histórias de santos e demais evoluídos do 


planeta. 


Mas eu não moro em igreja, não sou santa, 


não evoluí até esse ponto e só vou te dar se 


você me der também. 


Pode rir, é isso mesmo. 


Não vou fingir ser o que não sou. 


Quer me tratar bem? Amém! 


Se não quiser, vá com Deus! 


Amor incondicional é muito bonito.


Mas não sustenta relacionamento nenhum.



EXAGERADA?


É só como dá para eu ser!






Cansei...

Cansei de morrer na vida das pessoas. 

Por isso matei você. 


Antes que eu morresse de amor. 

Matei você. 

Eu sei que sou covarde. 

Surpreso? 

Eu não.