quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Sei lá...lá vem mais um ano...
como receber esse novo ano se
nem ao menos digerimos as
vitórias, derrotas, projetos abandonados
e relacionamentos que se acharam ou
se perderam nesse ano que tem escoado
pelos vãos da mão?
É melhor não viver de passado e nem de futuro...
que tudo daqui para frente seja melhor,
esplêndido e sagazmente diferente!
MEGA NÃO para desumanidade hierarquica
(isso é p/ alguém do meu trabalho),
preguiça ('bendito' despertador) e
falta de educação (estudem pelo amor
dos seus próprios ouvidos)!
MEGA SIM para liberdade de expressão,
viagens de última hora, banhos de chuva,
madrugadas na padaria com os amigos,
beijões demorados, versos infindos e para Deus.
que o ano que está surgindo seja de
grandes descobertas interiores e
muita energia física!
...e FELIZ VOCÊ NO ANO NOVO!

sábado, 26 de dezembro de 2009

...tudo se acaba...

...é a pobreza tirando seu sarro...

que façam bom proveito da grana que levaram...

overdose, miséria,
eram drogados ou endemoniados???

bater e levar...levaram objetos...

deixaram meu escarro...e escárnio...

todos dias...só mais uma pro noticiário...


P.S.: fui assaltada..
to sem celular temporariamente!
mas viva e radiante!

Eu me experimento inacabada.
Da obra, o rascunho.
Do gesto, o que não termina.
Sou como o rio em processo de vir a ser.
A confluência de outras águas e o encontro com filhos de outras nascentes o tornam outro. O rio é a mistura de pequenos encontros.
Eu sou feita de águas, muitas águas.
Também recebo afluentes e com eles me transformo.
O que sai de mim cada vez que amo?
O que em mim acontece quando me deparo com a dor que não é minha, mas que pela força do olhar que me fita vem morar em mim?
Eu me transformo em outros?
Eu vivo para saber.
O que do outro recebo leva tempo para ser decifrado.
O que sei é que a vida me afeta com seu poder de vivência.
Empurra-me para reações inusitadas, tão cheias de sentidos ocultos.
Cultivo em mim o acúmulo de muitos mundos.
Por vezes o cansaço me faz querer parar.
Sensação de que já vivi mais do que meu coração suporta.
Os encontros são muitos; as pessoas também.
As chegadas e partidas se misturam e confundem o coração.
É nesta hora em que me pego alimentando sonhos de cotidianos estreitos, previsíveis.
Mas quando me enxergo na perspectiva de selar o passaporte e cancelar as saídas, eis que me aproximo de uma tristeza infértil.
Melhor mesmo é continuar na esperança de confluências futuras.
Viver para sorver os novos rios que virão. Eu sou inacabada. Preciso continuar.
Se a mim for concedido o direito de pausas repositoras, então já anuncio que eu continuo na vida.
A trama de minha criatividade depende deste contraste,
deste inacabado que há em mim.
Um dia sou multidão; no outro sou solidão.
Não quero ser multidão todo dia.
Num dia experimento o frescor da amizade;
no outro a febre que me faz querer ser só.
Eu sou assim.
Sem culpas.

domingo, 13 de dezembro de 2009

E se nada acontecer?
Se os rostos deformados e os sentidos mendigos,
os olhos famintos e as mãos que interrogam,
a carne que sangra e afoga os desejos;
se tudo isso se transformar em cinza e ausência e a dúvida acenar ainda?
E se o silêncio pesar sobre o grito de angústia,
se a esfinge recolher seu sorriso transfigurado,
se todos os sonhos forem abortados... e se nada acontecer?
E se nada acontecer quem será você?
Há algo de suicida na maneira em que nós,
humanos, tratamos as crianças.
Nós a deixamos estacionadas na frente do
televisor para que engulam horas e
horas de programas estúpidos
e de violência gratuitas.
Elas saem imaturas e inadaptáveis para a nossa sociedade.
As crianças são o pedaço mais frágil desta sociedade que temos.
São as primeiras a morrer de fome.
As mais maltratadas pelas guerras.
Nós as escravizamos, a torturamos, a prostituímos.
Independente do horror e da indecência que isto pressupõe,
nós estamos construindo um futuro de monstros.
Este inferno deixa pegadas que não desaparecem.
Toma jeito Brasil, eterno país do futuro!
A vida bate como um relógio.
Um arfar de vento no capim.
É fome que rói as entranhas,
facho que ilumina os olhos,
percorre o corpo em incêndio e
queima os lábios de paixão.
Um cheiro de carne, de vinho,
de fruta recém-tirada do pé.
A vida recende violenta.
Por que não abocanhá-la inteira,
cruel, vermelha, suculenta,
escorrendo sangue pelos dentes?

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009



O Brasil está em nossas mãos…e não adianta lavar!

NÃO FAZ A SANDY TÁ???

um dia eu vou falar assim para você:
aff não faz a Sandy tá???
Tipo: tão Inocente, Vítima e Virgem!!!
Taco foooogo!
Não faz a japonesa tá??? (nada vê)
Não faz a egipcia! (nada fala)
Não faz a morta! (nada ouve)
E pára de fazer a lokaaaa! (finge que não viu, nem ouviu)
P.S.: hoje meu subconsciente vai me obedecer...vou sonhar com você hehehe!

domingo, 29 de novembro de 2009

Sonhar mais um sonho impossível
Lutar quando é fácil ceder
Vencer o inimigo invencível
Negar quando a regra é vender
Sofrer a tortura implacável
Romper a incabível prisão
Voar num limite provável
Tocar o inacessível chão
É minha lei, é minha questão
Virar este mundo, cravar este chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz
E amanhã se esse chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu
Delirar e morrer de paixão
E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão.

sábado, 28 de novembro de 2009




ciranda cirandinha



vamos dançar?




noite inteira,







dia inteiro...







ate a gente não se cansar!



Aproveite



o dia



ou morra




lamentando




o tempo




que você




perdeu!!!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

É por sermos diferentes uns dos outros que cada um de nós é especial.
Não estabeleça seus objetivos por aquilo que os outros consideram importante.
Só você sabe o que é melhor para você.
Não considere como garantidas as coisas que estão mais perto de seu coração.
Não deixe sua vida escorregar pelos dedos, vivendo no passado ou só voltado para o futuro.
Não desista enquanto você tiver algo para dar.
Uma coisa só termina realmente no momento em que você deixa de tentar.
Não tenha medo de admitir que você é "menos que perfeito".
É esse tênue fio que nos liga uns aos outros.
Não tenha medo de correr riscos.
É aproveitando as oportunidades que nós aprendemos a ser valentes.
Não exclua o amor de sua vida dizendo que ele é impossível de encontrar.
A maneira mais rápida de perder o amor é agarrar-se demais a ele,
e a melhor maneira de conservar o amor é dar-lhe asas.
Não despreze seus sonhos.
Viver sem sonhos é viver sem esperança.
Viver sem esperança é viver sem objetivo.
Viver sem objetivo é morrer estando vivo.
Não corra pela vida muito depressa.
A pressa pode fazê-lo esquecer não só onde você esteve,
mas também para onde você vai.
A vida não é uma competição,
mas uma jornada,
e cada passo do caminho deve ser saboreado.
Não basta fugir.
É preciso fugir no bom sentido:
fugir do tédio,
da fome,
da guerra.
Não se deve fugir excentricamente,
é preciso fugir concentricamente.
Fugir do mundo para poder
reinventá-lo um dia
quem sabe maior,
mais verdadeiro,
mais essencial!
Cultura não é saber tudo.
Cultura não é entender o mundo.
Cultura é conhecer as coisas.

terça-feira, 24 de novembro de 2009



Leia... Leia!

Pessoa que trabalha ou não,

que minimamente ganha a vida,

que leia!

Leia em casa,

no ônibus,

no metrô.

Leia naquela hora que os meios de comunicação

devoram contando casos de polícia,

bobagens incoerentes, mexericos e fatos muito menores,

cuja confusão e abundância parecem feitas

para aturdir e simplificar grosseiramente

os espíritos.

Morre lentamente...

...quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar, morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida a fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante... Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar.
Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio pleno de felicidade.
QUANTO PESA TUA ALMA???


QUANTAS GRAMAS ELA TEM???


TEM COISAS QUE SÓ O TRAVESSEIRO SABE!!!
APRENDA INGLÊS PELO CEL


Envie seu número de celular com DDD
para o meu email

idiane.dias@hotmail.com

que semanalmente enviarei
dicas práticas (em inglês) para você!

Não se preocupe que não haverá overdose do verbo to be.

Não há tarefas!
Gratuito!
Pequenas dicas
em inglês que você poderá fazer uso dia a dia!

Mande um email de confirmação com seu número de celular (e DDD) para participar!

bjoO!

iÐiaNe ÐiaS

segunda-feira, 23 de novembro de 2009



Você sabe tão bem quanto eu,


que uma das principais causas do tédio


é a estreiteza do nosso destino.


Todas as manhãs,


despertamos iguais


ao que éramos na véspera.


Ser eternamente o mesmo


é insuportável


para os espíritos refinados


pela reflexão.


Sair do próprio eu


é um dos sonhos mais inteligentes


que alguém pode ter.
quando o pensamento
torna-se supérfluo,
abre-se o caminho para
a banalidade do mal

domingo, 22 de novembro de 2009

AH SEI LÁ DO FUTURO...

SÓ SEI QUE QUALQUER DIA DESSES

EU VOU PICHAR SEU MURO!!!


me disseram que quem sonha alto demais,
o tombo é grande...
só esqueceram de me perguntar,
se eu tenho medo de cair !
Ser capitã desse mundo
Poder rodar sem fronteiras
Viver um ano em segundos
Não achar sonhos besteira
Me encantar com um sorriso
Ou com a nossa vaidade
Quando mentir for preciso
Nós falaremos a verdade
...de
volta
ao
lar...
ventilar!


acordei as 3h26...


estava na Rússia...


meu discurso foi belo...


eu estava impecável:


casaco vermelho,


sorriso amarelo e


discurso em preto e branco!


todo dia tenho esse sonho
"/



É preciso estar sempre embriagado.


Para não sentirem o fardo incrível do tempo,


que verga e inclina para a terra,


é preciso que se embriaguem sem descanso.


Com quê?


Com palavras,


poesia,


ou virtude,


a escolher.

EMBRIAGUEM-SE!!!

MAS O AMOR SERVE PARA DEIXAR A GENTE FELIZ???



...Fiquei pensando com meus botões e revisando minha vida.


Juntando todos os pés da bunda que eu levei e dei hehehe,

as topadas do dedo do pé ao vão da porta,

as comidas estragadas,

a claridade do sol (afff),

as músicas e passeios,

os amigos que chegaram e aqueles que se foram blá blá blá!


COMPREENSIVA.
Eu e meus motivos nos julgamos assim.

COMPREENSIVA comigo e com o mundo!


O amor faz a gente rir muito: rir da cara um do outro,

rir de si mesmo, rir com kkkkkkkk!


O amor faz a gente chorar, chorar MESMO, até desidratar, sabe?

Chorar de rir! E depois chorar! E depois rir de novo!


CHEGA DE DEFINIÇÕES!!!


Quem muito se define se limita DEMAIS,

e limite é uma coisa que eu aprendi a não gostar.


Então por hora eu serei feliz!


Sou composta por urgências:


minhas alegrias são intensas;


minhas tristezas, absolutas.


Me entupo de ausências,


me esvazio de excessos.


Eu não caibo no estreito,


eu só vivo nos extremos.
juntas somos o sorriso,

o conforto e o todo o silêncio entendido.

somos o abraço,

o ombro e a mão sempre estendida.

somos ridiculamente opostas e extremamente parecidas.

falamos, rimos e gargalhamos.

comentamos e choramos,
bebemos, comemos e acordamos.

nossa amizade

consola a distância!


P.S: "quando tiver tempo..quando for prioridade..."
não importa, todo dia desde sempre viva a gente!
Não deixe portas entreabertas...

ESCANCARE-AS...

ou BATA-AS de vez!!!

Pelos vãos,

brechas e fendas,

passam apenas semi-ventos,

meias verdades...

...e muita insensatez!



Toda primavera,

com flores roxas e calor,

todo o azul do inverno,

todo fruto do outono...

todo o mar salgado e o doce do limão,

toda chuva pesada,

todos os pés descalços...

amor,

amada...

sou música,

poesia, sou palco e lampião...

sou grito,

sou colo,

amor,

sou o que leio,

ouço,

sinto e sou...

...ARTISTA!
NA AMARGURA NÃO HÁ CURA!


Eu deixo aroma até nos meus espinhos


ao longe, o vento vai falando de mim.


E por perder-me é que vão me lembrando,


por desfolhar-me é que não tenho fim.

Quantas vidas vivemos?

Quantas vezes morremos?

Dizem que todos nós perdemos
21 gramas
no momento exato de nossa morte.

Todos.

Quanto é 21 gramas?

Quanto se perde?

Quanto se perde quando se perde 21 gramas?

Quanto se vai com elas?

E quanto se ganha?

Quanto se ganha?

21 gramas.

O peso de 5 moedas,
o peso de um beija-flor,
e uma barra de chocalate.

Quanto pesam 21 gramas?

Amores,
vontades,
dores,
pensamentos,
sonhos...
reduzidos a 21 gramas.

21 gramas.

sábado, 21 de novembro de 2009

FRUTO DO MEU MSN

o jeito que eu me expresso???

hã...eu me expresso...bem, falando comigo mesma oras!!!

resolvi fazer de mim mesma uma boa companhia!

aliás tem companhia melhor?
(se alguém responder que tem eu me demito desse mundo...juro!)

a gente tenta falar com tanta gente mas tem hora que ninguém
tem o feedback que necessitamos!

você fala três vezes a mesma coisa e mesmo assim a pessoa ao lado não entende
seu ponto de vista...talvez seja melhor desenhar, fazer um gráfico, encenar, etc...
...isso desgasta
a 'arte de fazer- se entendido'.

tem horas que só nosso mundo nos tornamos compreendidos, exaltados, únicos...inteiros!

e mesmo que alguns habitem no nosso mundo, há portas que eles não conseguirão
abrir porque a chave..bem, a chave...ah isso já é outra história!

concluindo,
para ficar bem claro e límpidamente nítido:
no fundo eu gosto de ficar só comigo mesma às vezes,
porque,

estranhamente falando:
tem horas que parece ter realmente alguém me respondendo!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

se procurar bem,
você acaba encontrando
não a explicação (duvidosa) da vida,
mas a poesia (inexplicável) da vida.
...de tudo durante a vida
sempre valerá a pena
todo perder, todo ganhar
todo partir, todo ficar
todo encontro, todo desencontro
todo choro, todo riso
a vida é mesmo isso
mesmo que a gente não veja
há tempos de cegueira passageira
em que os olhos serão esquecidos
mas por todo sonho que será sonhado
valerá à pena ter adormecido...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

NÃO ME IMPORTA saber quais são os planetas que estão em quadratura com a sua lua.
O que quero saber é se você já foi até o fundo de sua própria tristeza,se as traições da vida a enriqueceram.
Ou se você se retraiu e se fechou com medo de mais dor.
NÃO ME IMPORTA saber como você ganha a vida.Quero saber o que mais deseja.E se ousa sonhar em satisfazer os anseios do seu coração.
NÃO ME IMPORTA saber sua idade.Quero saber se correria o risco de parecer tolopor amor, por seu sonho,pela aventura de estar vivo.
QUERO SABER SE VOCÊ CONSEGUE CONVIVER COM A DOR,a minha ou a sua dor,sem tentar escondê-la, disfarçá-la ou remediá-la.Quero saber se você é capaz de conviver com a alegria,a minha ou a sua, de dançar com total abandono e deixar o êxtase penetrar até a ponta de seus dedos,sem adverti-la para que seja cuidadosa, que seja realista e sem que a lembre das limitações da condição humana.
NÃO ME IMPORTA se a história que você me conta é verdadeira.Quero saber se você é capaz de desapontar o outro para manter-se fiel a si mesmo.
SE É CAPAZ DE SUPORTAR UMA ACUSAÇÃO DE TRAIÇÃO E NÃO TRAIR A SUA PRÓPRIA ALMA.Ou se é capaz de ser infiel e, mesmo assim,ser digna de confiança.
QUERO SABER SE VOCÊ É CAPAZ DE ENXERGAR A BELEZA DO DIA-A-DIA E AINDA QUE ELA NÃO SEJA BONITA, FAZER DELA A FONTE DE SUA VIDA.
Quero saber se você consegue conviver com o fracasso,o seu e o meu, e ainda assim pôr-se de pé na beira de um lagoe gritar para o reflexo prateado da lua cheia: “sim!”
NÃO ME IMPORTA saber onde você moraou quanto dinheiro você tem.
QUERO SABER SE APÓS UMA NOITE DE TRISTEZA E DESESPERO, EXAUSTA E FERIDA ATÉ OS OSSOS,VOCÊ É CAPAZ DE FAZER O QUE PRECISA SER FEITOPARA CUIDAR DE QUEM VOCÊ AMA.
NÃO ME IMPORTA quem você conheceou como chegou até aqui.
Quero saber se você vai permanecer no centro do fogo comigo, sem recuar.
NÃO ME IMPORTA saber onde, o que ou com quem estudou.
Quero saber o que a sustenta no seu íntimo, quando tudo mais desmorona.
QUERO SABER SE VOCÊ É CAPAZ DE FICAR SÓ CONSIGO MESMO E SE NOS MOMENTOS VAZIOS REALMENTE GOSTA DA SUA COMPANHIA.
Quero saber se você conhece a mágica do Chapéu Violeta.
Aquele que colocado nos cabelos enche de brilho os seus olhos,
de alegria de viver o seu coração.
Se você tem um...
E se não tem, quero saber se você quer um.
VOCÊ QUER?

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

eu escrevo porque senão

o óbito é certo,

incerto dentro de mim!

é um castelo,

uma imagem,

sem fim!

é porque a palavra pura

não condiz aqui!

é profano,

asco-verbo,

que retomo

e reformulo

no meu jardim!

eu escrevo poesia sim!
Na memória uma voz triste

Não para de me dizer

Tudo aquilo que hoje existe

Um dia há de morrer.

Eternamente a tristeza

Prevalece desmedida

Qualquer coisa de beleza

Tem de haver para além da vida.

Devagar o esquecimento

Persuade o coração

Na corrida contra o tempo

Volta sempre a solidão.

domingo, 1 de novembro de 2009

"Esperar a boa vontade alheia é a pior coisa que existe"
...Nós vivemos numa luta imbatível com a vida.
A cada dia vemos o tempo passar como um sopro e mal percebemos o que cada dia representa.
O dia é único, uma hora que se passa nunca volta, o minuto que se passou não retornará jamais.
Temos que nos agradar com o que o futuro nos mostra.
Precisamos valorizar cada oportunidade, cada pessoa, cada ser que passa em nossas vidas.
Escolher amigos tornou-se tarefa difícil. É preciso ser cauteloso e ver quem nos acrescentará algo de bom, de novo ou mesmo de divertido.
Pois pessoas que só nos sugam e querem nos imitar não nos fazem bem.
O trabalho é necessário..mas pessoas são incomparavelmente mais importantes!
Às vezes será preciso desculpar... ou perdoar.
Todos nós erramos, porém não podemos persistir no erro.
Não sei quantas vezes errei e também não sei quantas vezes irei errar.
Algumas pessoas errarão e nunca te pedirão desculpas, aliás, elas nem admitirão erro. Isso chega a ser normal.
Amar...
amar um pai, uma mãe, um irmão, um filho, um marido, uma esposa, um amigo... Todos estes são amores e você não precisa abrir mão de um pelo outro.
Quantas vezes já pensei em desistir!? Inúmeras vezes...você também, não é?!
Parece tudo tão difícil neste mundo tão louco. Porém, sempre me ergui duas mil vezes mais forte, tal como a força de mil leões famintos.
O que te faz pensar que não possas também?
...Sobre o amanhã eu nada sei, não posso prever.
Apenas faço com o que o meu hoje me torne digna de ter um amanhã...um tempo em que eu poderei erguer minha face para o mundo e dizer:
Eu venci!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

NÃO ESPERE UMA CRISE

PARA VER O QUE É IMPORTANTE

EM SUA VIDA!
...como o vento...
não tente entender,

apenas sinta..
feche os olhos e

apenas sinta...
o vento batendo no rosto...
o calor de um abraço...
sinta a vibe...
a energia de uma amizade...

a exaltação...
um simples toque...
o poder de um olhar...
sinta a vida...


VIVA! CELEBRE!!!

domingo, 25 de outubro de 2009


não sei nem falar e sou falante!
não sei nem andar e vivo pulante!
sou chatinha, azeda, alegria, vibrante!
inflexível reação..pequena e gigante!

Não posso caminhar
Com minhas próprias forças
Contigo é bem melhor
Contigo o pouco é muito
Sem Ti o tudo é nada
Minha vida é Teu mandar.
O teu caminho é o meu.
Não eu não posso, não vou
Dar um passo sequer
Se Deus não for comigo não irei jamais.
Gente mal resolvida me cansa.
Gente desinteressada me cansa.
A rotina blasé me cansa,
a falta de inspiração me cansa,
a falta de atitude me cansa,
a contemplação passiva da vida me cansa.
Daí a dureza de reconhecer-se um não-normal,
negar sua essência.
Os não-normais são mais cobrados,
são marcantes, percebem coisas que ninguém à sua volta percebe,
são fundamentais no combate ao marasmo do dia-a-dia,
são as cores e o pincel;
e a vida é a tela em branco!
...e os contempladores de sua obra, o mundo todo.
Ser Normal é um crime contra a humanidade. eles deveriam estar todos presos...
Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez,
geralmente antes dos 30 anos.
Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação.
Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.
Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente.
Cada um vai ter que descobrir sozinho. Isso realmente funciona???
pra que andar se a gente pode correr?

pra que rir se a gente pode gargalhar?

pra que falar se a gente pode acontecer?

nossa poesia está a reciclar!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

As palavras sempre ficam.
Se me disseres que me amas, acreditarei.
Mas se me escreveres que me amas, acreditarei ainda mais.
Se me falares da tua saudade, entenderei.
Mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo.
Se a tristeza vier te consumir e me contares, eu saberei.
Mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor.
Lembre-se sempre do poder das palavras.
Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.
Quem já passou por essa vida e não viveu,
Pode ser mais mas sabe menos do que eu.
Porque a vida só se dá pra quem se deu,
Pra quem amou, pra quem chorou,
pra quem sofreu.
Quem nunca curtiu uma paixão
Nunca vai ter nada, não.
Não há mal pior do que a descrença,
Mesmo o amor que não compensa
É melhor que a solidão.
Abre os teus braços, meu irmão,
deixa cair.
Pra que somar
se a gente pode dividir.
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer.
Ai de quem não rasga o coração,
Esse não vai ter perdão.
Quem nunca curtiu uma paixão,
Nunca vai ter nada, não.

domingo, 18 de outubro de 2009

LER DÁ SONO???


Muitas pessoas afirmam que “ler dá sono”, você acredita nessa mentira?

De tanto se falar e de se ouvir parece até mesmo que é verdade, mas não é!

A leitura não tem capacidade de provocar sono.

O que acontece é que a pessoa já está propensa a querer dormir ou já está sonolenta quando começa a ler. Há alguns indivíduos que quando vão ler, já procuram uma forma de se acomodar para um possível “cochilo”: leem deitadas, apoiadas em travesseiros macios.

Também é muito comum visualizar pessoas lendo depois do almoço e antes de dormir, justamente nos horários em que o sono virá com ou sem as páginas escritas do livro.

A leitura deve ser feita em um ambiente agradável e não confortável!

O modo como se lê também causa monotonia e cansaço nas vistas.

Pausar a leitura constantemente, ficar fazendo menção de leitura com os lábios ou ruídos baixos com a garganta embalam o sono. Falta de atenção é outro fator chave que desestimula, pois vez ou outra o leitor precisa voltar em parágrafos já lidos!

Durante a vida não aprendemos a ler livros, aprendemos a ler parágrafos, capítulos e no máximo algumas páginas. Contudo, sabemos que ler é imprescindível para nós, para a faculdade, para o trabalho, para as pessoas que convivem conosco, para termos formação, para formarmos outras pessoas. Alguns poucos passam horas lendo, enquanto a maioria suspira: Como gostaria de ler assim! Sim, podemos dizer que não gostamos, que dá sono, que não precisa de tanto.

Mas quando vemos alguém próximo a nós, lendo horas sem parar, pensamos porque não temos a mesma capacidade! Mas a temos, o problema é que não usufruímos dela!

Ler é uma decisão! Você já parou para pensar o que precisa para ler mais, para ler melhor?

Um lugar diferente? Ler em voz alta? Explicar a alguém o que leu?

Resolva isto primeiro: leia em um ambiente e horário que você não vá ter tendência ao sono! Comece com leituras mais breves, livros com poucas páginas e vá aumentando aos poucos e, com isso, acostumando a ler de modo diferente do que aprendeu!

Não desista na primeira palavra estranha e esteja com um dicionário ao lado,

afinal, como dizem: ninguém nasceu sabendo!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009


YES, WE CRÉUUU!!!
...espelho dos meus sonhos...


...sorriso repleto de versos...


...estrela da minha noite...


...para que repousar se em ti


minha mente


em devaneios está?...

sábado, 26 de setembro de 2009

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"

sábado, 29 de agosto de 2009

Algumas pessoas consideram que sondar a alma é exagerar.
São as pessoas superficiais, aquelas para quem os negócios vêm em primeiro lugar.
São os pragmáticos. Os que confundem as suas próprias emoções com delírios.
São os que acham que trabalhar em prol da cultura é perda de tempo.
Essas pessoas são indiferentes, estrangeiras a si próprias e aos que convivem com elas. Embriagam-se de ciência e tecnologia e não erguem os olhos para o passado.
No dia em que souberem reconhecer a debilidade, a imperfeição e a miséria inerente à natureza humana, não terão nunca do que se orgulhar!
Todo espírito preocupado com o futuro é infeliz.
O mais corriqueiro dos erros humanos é o futuro.
Ele falseia a nossa imaginação, ainda que ignoremos totalmente onde nos leva.
Quando pensamos no futuro, nunca estamos em nós.
Estamos sempre além.
O medo, o desejo, a esperança jogam-nos sempre para o futuro,
sonegando-nos o sentimento e o exame do que é,
para distrair-nos com o que será,
embora o tempo passe e já não sejamos mais.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Não quero alguém que morra de amor por mim...
Só preciso de alguém que viva comigo, que queira estar junto de mim.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante para mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível...E que esse momento será inesquecível...
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu mude mas que seja sempre a mesma.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe...Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas...Que a esperança nunca me pareça um NÃO que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como SIM.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros...Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena.
Será um jornalista aquele que sabe que o jornal nem sempre diz a verdade?
Se alguém lhe pedir uma idéia para melhorar o conteúdo da televisão, sugira shakespeare. Responderão que não, que você e sua idéia estão a anos-luz de distância da televisão.
Mas isto, não é verdade.
Shakespeare provavelmente compreendeu a necessidade de envolver o público, antes de qualquer especialista de mercado.
Shakespeare utilizava todas as maneiras e artifícios para atrair e manter a audiência: assassinatos, sexo, duelos, apostas, suicídios, fantasmas, bruxas, raios, trovões, música, romances, palhaços, figurinos e... mistério.
Ele sabia que a experiência emocional é fundamental em um bom drama.
Shakespeare já fazia, há mais de 400 anos, com mais talento, o que a televisão faz hoje.
Afinal, para que servem os heróis e suas estátuas de granito ou mármore negro,
seus cavalos de bronze, suas medalhas barrocas e as espadas que não passam de metáforas?
Para que servem os heróis se o ácido da chuva desdenha da glória dos homens e
nem os pássaros se importam com eles?